O porcelanato ideal para cada tipo de ambiente.

Vai construir ou reformar e já escolheu o porcelanato para colocar em casa? Então, agora pode bater uma dúvida: posso colocar o mesmo tipo em diferentes ambientes da casa? Além da questão da estética, ou seja, entender qual tipo combina mais com um determinado cômodo, a funcionalidade de cada um também é importante.

Como tomar a decisão?

O porcelanato consegue se adaptar bem a qualquer parte da casa, basta escolher o tipo ideal. Alguns fatores devem ser levados em consideração na hora de fazer a escolha. O gosto é muito importante, afinal de contas, você quer viver num ambiente agradável e se identificar com aquilo que está ao seu redor. Por outro lado, nem sempre  o tipo de piso é compatível com o ambiente que você deseja.  É crucial que você seja capaz de identificar como o local que receberá o porcelanato será utilizado pelas pessoas. Por exemplo: Sabemos que no banheiro os pisos devem ser menos escorregadios e mais escuros pois além de existir um maior perigo das pessoas escorregarem devido à água e umidade ele também pode manchar mais facilmente com os produtos de higiene. Para te ajudar a decidir melhor, vamos falar um pouco agora sobre os diferentes tipos de porcelanato e porque cada um se adapta melhor a um determinado local.

Quais os tipos de porcelanato?

Os porcelanatos são classificados em dois tipos apenas: o técnico e o esmaltado. Veja abaixo as diferenças:

Porcelanato Técnico

Sub-divididos em dois tipos: 1.1- Polidos: Caracteriza-se pelo alto brilho em sua superfície, facilidade na limpeza, possui uma camada protetora (super gloss) que ajuda a manter o brilho e fechamento dos poros, protegendo contra absorção de líquidos. Alta resistência a abrasão, garantindo assim a sua durabilidade por muitos anos sem mudar as suas características. 1.2– Naturais (ou matt): Possui as mesmas características que os polidos, porém não recebe polimento em sua superfície, ou seja, não tem brilho.

Porcelanato Esmaltado

2.1- Acetinado: Alta resistência a riscos, por não ter a camada de brilho ele costuma ter menos chances de riscar. Menos escorregadio, pode ser instalado com muita segurança em cozinhas, varandas cobertas e sanitários. 2.2 – Polido: O queridinho do mercado atualmente, além de conseguir manter as principais características do técnico (alto brilho, fácil limpeza, baixa absorção e alta resistência), com a nova tecnologia HD, consegue ter uma variedade imensurável de estampas e a cada dia ficando mais parecido com as pedras naturais. Para quem optar pelos porcelanatos esmaltados, é de suma importância atentar-se ao PEI, tipologia que refere-se a resistência do porcelanato. Quanto maior o PEI, maior será a durabilidade do seu piso.
  • PEI 0: indicado para paredes;
  • PEI 1: para locais que não são muito acessados como a despensa;
  • PEI 2: locais onde há um fluxo de pessoas mediano, como um deposito, por exemplo;
  • PEI 3: algumas áreas da casa como quartos;
  • PEI 4: para cozinhas e salas;
  • PEI 5: áreas públicas comerciais como aeroportos e shoppings;
Gostou das nossas dicas? Agora ficou bem mais fácil de continuar o seu projeto e de escolher qual é o melhor tipo de porcelanato para cada lugar de sua casa. Mas  caso ainda tenha dúvidas, podemos  te ajudar, clique aqui e solicite contato de uma especialista em porcelanatos.
Tirar dúvidas
Faça seu Orçamento